quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Polícia apreende 475 tabletes de maconha em São José de Mipibu

Apreensão ocorreu em uma granja localizada na zona Rural de São José de Mipibu.
O Batalhão de Polícia de Choque da Polícia Militar (BPChoque) apreendeu na noite de ontem (24) uma grande quantidade de drogas. Os entorpecentes estavam em uma granja localizada na zona Rural de São José de Mipibu. Segundo informações do BPChoque e Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), responsáveis pela descoberta, traficantes chagaram a atirar contra a guarnição. Houve revide, mas ninguém ficou ferido e os criminosos conseguiram fugir.

De acordo com informações da polícia, foram apreendidos aproximadamente 475 tabletes de maconha, 30 quilos de crack e 20 quilos de cocaína, além de balanças de precisão. Essa é a maior apreensão de drogas realizada no estado neste ano. No domingo passado (22), agentes da Polícia Federal apreenderam 492 quilos de maconha em Parnamirim, também na Grande Natal. 

drogas-h

A equipe do BPChoque encontrou um carro abandonado na frente de uma granja. E ao entrarem no estabelecimento, se depararam com a droga. Um homem estava no local, porém, ao avistar os polícias ele fugiu sem deixar pistas. “Quando nós passávamos pelo local, um homem que estava em frente à granja fugiu correndo, ao achar essa atitude suspeita nós entramos na residência e encontramos as drogas”, disse o Tenente Marcelo Queiroz.

drogas-h1

A polícia ainda apreendeu duas motos na fazenda, além de vários documentos. Todo o material foi levado para a Delegacia de Plantão de Natal.

Queda de preço do petróleo no mercado externo derruba royalties no RN

Festejada por uns e vista com preocupação por outros, a queda no preço do barril de petróleo no mercado internacional não trouxe benefícios para o consumidor brasileiro, mas impactou de forma negativa as finanças públicas no Rio Grande do Norte.

Em janeiro deste ano, o Estado recebeu R$ 17,68 milhões de royalties pela exploração de óleo e gás natural em seu território. Valor 25,4% abaixo do repassado no mesmo mês de 2014.

Já os municípios receberam 10% a menos: R$ 19,72 milhões, segundo dados divulgados hoje pelo economista Aldemir Freire, do IBGE.

Juntando um e outro – Estados e municípios -, foram R$ 37,4 milhões, ante R$ 45,6 milhões em janeiro do ano passado.

Na Bolsa de Valores de Nova York, o barril do tipo Brent, referência internacional, estava cotado ontem a 59,40 dólares. No mercado futuro, a 49,55 dólares para entrega do produto em abril/2015.

A queda de quase 60% no preço do barril – em junho/2014 foi vendido a 114 dólares – é vista como parte de uma guerra para inviabilizar a extração de xisto nos Estados Unidos, prejudicando, por tabela, Rússia e Venezuela, que dependem da indústria petrolífera para manter a estabilidade de suas economias.

A previsão de analistas do setor é que a situação vai perdurar, pelo menos, durante todo o ano de 2015, entrando por 2016.
..
REPASSE DE ROYALTIES
Mês de janeiro – em milhões
2014
Estado:………. R$ 23,7
Municípios:… R$ 21,9
2015
Estado:………. R$ 17,6
Municípios:… R$ 21,9

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

153º Aniversário de Baden-Powell, fundador do Movimento Escoteiro


Há exatamente 153 anos, no dia 22/02/857, nascia em Londres o menino Robert Stephenson Smyth Baden Powel que mudaria a vida de mais de 250 milhões de pessoas.
 
Sendo o mais novo dos irmãos, o menino Robert teve, na companhia dos irmãos mais velhos, uma infância muito divertida, pois Londres daquele tempo era muito diferente da grande cidade de hoje, ainda oferecia muita facilidade para folguedos ao ar livre. Assim, desde menino, Baden-Powell aprendeu, em caminhadas e excursões, a cuidar de si mesmo e ter confiança em si. Embora órfão de pai, sempre encontrou na mãe e em seus irmãos o apoio necessário, e mais tarde lembrava-se da infância, como um tempo muito feliz.
 
B-P. fez seus estudos em escolas públicas, onde era muito popular e querido por todos, colegas e professores. Nas férias, ele sempre aproveitava para acampar com seus irmãos mais velhos.
 
Quando terminou os estudos secundários, Baden-Powell ingressou no exército. Como oficial de carreira viajou muito, conhecendo grande parte do mundo. Durante suas viagens, conheceu tribos de guerreiros da África, os vaqueiros americanos e conviveu com os índios da América e do Canadá.
 
Graças à sua competência, honestidade e exemplo como líder de homens, B-P. fez carreira militar brilhante. Podemos citar principalmente a Guerra do Transvaal, em 1889,onde B-P., comandou a guarnição de Mafeking, importante entroncamento ferroviário, cuja posse era de grande valor estratégico. Acidade foi duramente atacada pelas forças inimigas durante meses.
 
Como havia poucos soldados regulares em Mafeking, B-P. treinou cidadãos capazes de empunhar uma arma e para isso teve que organizar um grupo de jovens cadetes, os adolescentes da cidade que desempenhavam todas as tarefas de apoio, tais como: cozinha, comunicações, primeiros socorros, etc. Graças a esses recursos, à inteligência e coragem de seu comandante foi possível a cidade resistir a forças muito superiores, até que chegassem reforços. 
A maneira como os jovens desempenharam suas tarefas, seus exemplos, de dedicação, lealdade, coragem e responsabilidade, causaram grande impressão em Baden-Powell e anos mais tarde, aquele acontecimento teria grande influência na fundação do Escotismo.
 
Graças aos seus feitos na vida militar, B-P. tornou-se herói em seu país, a Inglaterra. Durante uma viagem à sua Pátria, Baden-Powell viu alguns meninos usando em suas brincadeiras um livro, que ele havia escrito para exploradores do exército e que continha ensinamentos de como acampar e sobreviver em regiões selvagens.
 
 Conversando com os amigos ele entusiasmou-se e resolveu realizar, em 1907, na Ilha de Brownsea, um acampamento com 20 rapazes de 12 a 16 anos, onde ensinou uma porção de coisas importantes, como: primeiros socorros, observação, técnicas de segurança para a vida na cidade e na floresta...
 
Devido aos bons resultados deste acampamento, B-P. começou a escrever o livro "Escotismo para rapazes"que, inicialmente foi publicado em fascículos e vendido nas bancas de jornais.
 
Os jovens ingleses se entusiasmaram tanto com o livro, que B-P. organizou e fundou o Movimento Escoteiro. Rapidamente o escotismo se espalhou por vários países do mundo. No Brasil o Escotismo foi fundado em 1910 na cidade do Rio de Janeiro, sendo chamado de "Centro de Boy Scouts do Brasil", organizado por Sub-oficiais dos encouraçados "Minas Gerais", "São Paulo" e "Bahia"que, na Inglaterra, haviam estado em contato com o Movimento Escoteiro recém criado por Baden-Powell.
 
O escotismo, nascido na Inglaterra, não respeitou fronteiras e alastrou-se por outros países, e já em 1920, em Londres, reuníram-se, num grande acampamento, Escoteiros de várias nacionalidades. Desde então o crescimento do escotismo foi grande e nem as duas guerras mundiais conseguiram enfraquecê-lo. Foi neste primeiro acampamento mundial, chamado de Jamboree, que 20.000 jovens aclamaram B-P., Escoteiro-Chefe Mundial.
 
Depois de vários anos de dedicação ao Escotismo, viajando pelo mundo e fundando Associações Escoteiras em vários países, B-P. sentiu suas forças declinarem. Retirou-se, então para uma propriedade que possuía próxima à cidade de Nairobi, Quênia, na África. Ali, na companhia da esposa, dividia o tempo entre a pintura, a numerosa correspondência e a visita de amigos. Faleceu na madrugada de 8 de janeiro de 1941, enquanto dormia.
 


Procurador-geral da República investiga propina milionária cobrada por José Agripino

Foto: Divulgação
O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, do PMDB, e a ex-governadora e atual vice-prefeita Wilma de Faria, do PSB, não são as únicas lideranças políticas do Estado supostamente envolvidos no esquema denunciado pela Operação Sinal Fechado. Além deles, o senador José Agripino, presidente nacional do Democratas, também parece no depoimento do “colaborador premiado” George Olimpio. O parlamentar é acusado de cobrar uma propina de R$ 1 milhão para levar o esquema irregular da inspeção veicular para o governo Rosalba Ciarlini (colega dele no DEM), em 2011, e agora deverá ser investigado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

É importante ressaltar que o depoimento de George Olimpio não é o único a citar o senador. Na verdade, ele apenas reforça o que outros dois réus, Alcides Fernandes e José Gilmar de Carvalho Lopes, conhecido como Gilmar da Montana, revelaram ao Ministério Público do RN. Por isso, o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, decidiu encaminhar todas essas informações apuradas sobre a participação de Agripino e outros documentos entregues pelos delatores, para a Procuradoria-Geral da República, órgão que detém o poder de investigar os senadores.

“O Ministério Público não pode investigar um senador. Por isso, enviamos as informações colhidas em depoimentos e os documentos apresentados por George Olimpio para a Procuradoria-Geral da República tomar as providências”, afirmou Rinaldo Reis, que nesta sexta-feira ingressou com denúncia contra o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, acusado por George Olimpio de receber propina para agilizar a votação da inspeção veicular na Casa Legislativa potiguar.

Em maio de 2012, o lobista Alcides Barbosa assinou a colaboração premiada e detalhou a participação de José Agripino no esquema. Segundo ele, em um jantar ocorrido no apartamento do presidente nacional do DEM, em Natal, o grupo de articuladores da inspeção veicular no Estado foi levado ao “sótão” do prédio e lá foi discutido, com Agripino, o “apoio financeiro à campanha de 2010″.

No depoimento, Alcides narrou que Agripino pediu o dinheiro na hora, mas George acertou que só poderia fazer o pagamento em quatro cheques do Banco do Brasil, cada um no valor de R$ 250 mil. Eles seriam entregues a uma pessoa de confiança do senador Agripino.

O depoimento de Alcides Barbosa reforçou outro colaborador premiado: Gilmar da Montana, que teria assinado em novembro de 2011 um acordo com o Ministério Público do RN e relevado a propina cobrada por Agripino. Os advogados do empresário potiguar, no entanto, tentaram desconstituir esse depoimento, prestado, segundo eles, logo após a prisão de Gilmar na Operação Sinal Fechado.

A defesa do réu chegou, na época, até a procurar o Jornal de Hoje e descartou que Gilma tivesse assinado a delação premiada, garantiu que ele era inocente e afirmou que o depoimento foi prestado sobre forte pressão psicológica – logo após a prisão dele.

Além disso, o depoimento de Alcides acabou não tendo força suficiente, também, por ter sido negado por George Olimpio. Ainda sem assinar a delação premiada, o advogado, considerado o principal articulador do esquema, disse ser mentirosas todas as declarações do lobista.

“Todas as declarações, inclusive as que imputam práticas de corrupção a mim, ao Senador José Agripino Maia e outras pessoas, repito que são mentirosas, desprovidas de provas concretas (justamente por serem devaneios de um senhor em desespero) e se deram, única e exclusivamente para que o Sr. Alcides conseguisse a liberdade de sua prisão preventiva, ou ainda, pela quantidade de agentes políticos que aponta (sem uma única prova), talvez por cunho de perseguição política. O que já me foge à razão”, afirmou George Olimpio também em maio de 2012.

Além dele, o próprio senador Agripino Maia negou todas as acusações em entrevista a revista Carta Capital. Descartou ter realizado esse encontro em seu apartamento, ter recebido R$ 1 milhão e, até, possuir sótão. “Sótão é aquela coisinha que a gente sobe por uma escadinha. No meu apartamento eu tenho é uma cobertura”, ironizou ele.

 PARTICIPAÇÃO
Se antes negou o encontro e ajudou a enfraquecer o teor do depoimento de Alcides Barbosa, George Olimpio hoje confirma tudo o que o lobista falou antes dele ao Ministério Público. E mais: teria apresentado também provas físicas que ligariam o senador da República ao esquema.

Presidente nacional do DEM e principal aliado político de Rosalba Ciarlini no início da gestão dele, José Agripino seria importante para ajudar a levar a inspeção veicular para o governo DEM, iniciado no Rio Grande do Norte em 2011.

Montado inicialmente durante a gestão Wilma de Faria, em 2010, e continuado durante o governo Iberê Ferreira, já falecido, o esquema teria contado com a participação, segundo George Olimpio, de Ezequiel Ferreira, para ser aprovado rapidamente na Assembleia Legislativa, e com o senador Agripino para ser instalado na gestão Rosalba.

Por sinal, quando a operação Sinal Fechado foi deflagrada no final de 2011, o suplente de Agripino, o ex-deputado João Faustino, também já falecido, chegou a ser preso, acusado de envolvimento no esquema.

A operação havia sido consequência de escutas telefonicas e documentos que apontavam irregularidades na instalação do esquema já, inclusive, com a participação do então diretor do Detran, Erico Ferreira, nomeado por Rosalba Ciarlini para o cargo. A licitação que dava a Inspar, consórcio montado por George Olimpio para fazer a inspeção veicular no RN, foi cancelada e todas as medidas referentes ao processo foram canceladas.

Ezequiel nega recebimento de propina e espera “improcedência” da denúncia pelo TJ


George Olimpio denunciou que Ezequiel Ferreira cobrou R$ 350 mil para agilizar a votação da inspeção veicular na Assembleia. Foto: Divulgação
 Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Ezequiel Ferreira, do PMDB, se disse “surpreso” com a denúncia oferecida pelo Ministério Público do RN contra ele, por corrupção passiva e envolvimento na Operação Sinal Fechado. Em nota enviada a imprensa, o deputado peemedebista afirmou que espera a “improcedência da denúncia”.

“Sobre as denúncias apresentadas na tarde desta sexta-feira pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza, em respeito a opinião pública e ciente de sua idoneidade, informa que não foi comunicado oficialmente sobre os novos fatos da investigação”, afirmou ele no início da curta nota.

“Quando ouvido anteriormente, prestou todos os esclarecimentos aos agentes do Ministério Público responsáveis pelos trabalhos investigatórios. Por isso, recebeu com surpresa a notícia do oferecimento da denúncia e esclarece por fim que confia na Justiça e manifesta improcedência da denúncia”, finalizou o parlamentar, que enquanto o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, concedia uma entrevista coletiva para falar sobre o caso, participava normalmente da sessão ordinária na Assembleia Legislativa.

Essa, vale lembrar, não é a primeira vez que Ezequiel Ferreira é envolvido na Operação Sinal Fechado. Em 2012, o parlamentar foi citado em outro depoimento, de mesmo teor: a cobrança de R$ 350 mil para agilizar a tramitação do projeto que instituia a inspeção veicular no Rio Grande do Norte.

Na época, Ezequiel Ferreira também negou qualquer participação e disse que era absurda a denúncia, uma vez que ele era apenas “um deputado” e a Assembleia aprovou a matéria com 22 votos favoráveis. Hoje, além da denúncia, o Ministério Público do RN afirma ter também provas documentais contra ele.

A denúncia contra Ezequiel Ferreira será analisada pelo Tribunal de Justiça do RN e, se condenado, Ezequiel ficará inelegível, porém, perder o mandato de deputado estadual somente com trânsito em julgado. Até lá, Ezequiel seguirá na Assembleia, uma vez que o MP ainda não pediu o afastamento do parlamentar do trabalho legislativo, o que poderá ocorrer, quando o TJRN acatar a denúncia.

Polícia Federal apreende drogas em baú de caminhão

A Polícia Federal apreendeu na manhã deste domingo (22) uma carga de 492,5 quilos de maconha que estava em um baú de caminhão de mudanças que vinha de São Paulo. A apreensão aconteceu em um posto de combustíveis em Parnamirim, município da Região Metropolitana de Natal. 
 
Foram apreendidos 492,5 quilos de maconha
 
Dois homens foram presos: um motorista cearense, de 39 anos e um paulista de 29 anos. A dupla e o veículo foram levados à Superintendência da Polícia Federal, onde foram encontradas diversas caixas de papelão lacradas no interior do caminhão. Após abrirem as caixas, os policiais encontraram um total de 466 tabletes de maconha. 

Os suspeitos se recusaram a fornecer detalhes sobre quem os contratou, embora o motorista tenha admitido que receberia R$ 20 mil pelo transporte da droga. 
 
As drogas estavam escondidas no interior de um caminhão vindo de São Paulo
 
Esta é a maior apreensão de entorpecentes feita no Rio Grande do Norte este ano. Somente nos dois primeiros meses de 2015, a Polícia Federal já apreendeu 810 quilos de drogas.

Quadrilha faz reféns, explode banco e amedronta moradores em Cerro Corá

 Alvo do ataque foi a agência do Bradesco, que ficou particialmente destruída com a explosão (Foto: Blog Jean Souza) 
O caixa eletrônico da agência do banco Bradesco foi explodido na madrugada desta segunda-feira (23) no município de Cerro Corá, a 180 quilômetros de Natal.Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 2h.  Ninguém foi preso.

De acordo com o tenente Garcia, cerca de 10 homens armados participaram da ação. Os suspeitos chegaram à agência em dois veículos e efetuaram vários disparos para o alto. Moradores ficaram amedrontados. Parte dos criminosos ainda cercaram a delegacia da cidade.

Um funcionário da Cosern que acordou com o barulho, saiu de casa achando que um transformador de energia havia estourado. Ele acabou sendo visto pelos criminosos e foi rendido juntamente com um vigia de rua. Os dois foram liberados em seguida e passam bem.

Após a explosão, os criminosos fugiram com todo o dinheiro do caixa. A quantia roubada não foi divulgada.

Fonte: G1 RN